Desassossego

O Desassossego e o Homem

Como uma imagem vale mais que mil palavras, hoje só quero compartilhar uma animação que vi outro dia chamada MAN, do talentoso ilustrador/animador Steve Cutts.

 

Advertisements

O Desassossego e a Desassossegada

nighttraffic                                                         (Night Traffic- Lena Karpinsky)

Esse fim de semana volto para São Paulo. De visita, claro. Da última vez que tentei morar na cidade em que nasci pude confirmar a nossa incompatibilidade. O engraçado é que ir para São Paulo me desperta diversas emoções distintas; boas e ruins.

Fico muito feliz em rever os amigos e a família, mas por algum motivo toda vez que volto pra lá, sinto como se estivesse indo ao julgamento da minha vida profissional. Com certeza rola uma projeção da minha parte, mas para o paulistano da gema que tem como prioridade sua carreira, escutar sobre a minha que vive em constante movimento e mutação sem me repreender de alguma forma, não é fácil.

Recentemente decidi mudar de área e começar do zero. Não sei se estou fazendo a coisa certa, mas o fato é que eu preciso experimentar. Mais uma vez priorizei a qualidade de vida na hora de fazer a minha escolha, e ao contrário do que escuto muito por aí eu não tenho quase trinta e preciso me estabelecer, eu ainda tenho vinte e nove e muitas possibilidades pela frente. A vida é muito curta para deixar que a idade determine suas decisões. (more…)

O Desassossego e a Posteridade

fridakahlo (Moisés- Frida Kahlo)

Existe uma pequena, quase mínima porcentagem da população mundial, que se destaca nacionalmente, ou até mesmo internacionalmente por alguma habilidade específica ou projeto de sua autoria. Me deprime pensar que minha existência só é percebida pelos que me rodeiam, ou por aqueles que cruzaram meu caminho em algum momento da minha humilde e breve vida. Breve porque não serei inesquecível como essa diminuta porcentagem. Essas pessoas serão memoráveis para sempre, e assim se tornam imortais. Deixam seu legado para as futuras gerações, enquanto nós reles mortais seremos lembrados por um número consideravelmente menor de indivíduos, e com o tempo as lembranças também desaparecem. É só pensarmos em nossos tataravós…o que sabemos deles? Muito pouco, quase nada.

Muitas vezes penso que minha vida então é desprovida de sentido. Isso não significa que viver não vale a pena, esse não é o ponto. A verdade é que por mais feliz que você seja, não ser capaz de encontrar um propósito para sua existência te deprimirá de alguma maneira. Obviamente sei que isso é uma questão na vida de todo mundo, ou pelo menos da maioria. (more…)

O Desassossego e a Humanidade

nofuture-banksy-graffiti(Banksy)

Mais de duzentas estudantes sequestradas na Nigéria, mulher é morta após ser espancada por “justiceiros” no Guarujá, milhares de famílias desalojadas pela Copa do Mundo, número de índios assassinados no Brasil aumenta em 269%, escravos chineses, violência que não para na Síria e na Ucrânia, estupros coletivos na Índia, caos na Venezuela, torturas em Guantánamo Bay…e por aí vai.

O ser humano é violento por natureza. Sempre foi e sempre será. Não satisfeitos em matarmos uns aos outros, destruímos o meio ambiente também. Não pensamos no futuro, pensamos no agora. A ganância não tem limites. (more…)

O Desassossego e a Felicidade

aforismos-para-a-sabedoria-de-vida-14102-MLB4297859767_052013-O

Perspectiva: Modo como se concebe ou se analisa uma situação específica; ponto de vista.

Schopenhauer acreditava que a maior fonte de felicidade do ser humano é a sua personalidade, no sentido mais amplo da palavra (que inclui saúde, força, temperamento, beleza, caráter moral, inteligência e educação). De acordo com o filósofo, “a medida da sua felicidade possível é determinada de antemão por sua individualidade”.

Em seu livro Aforismos para a Sabedoria de Vida, Schopenhauer não nega que o dinheiro seja importante para satisfazer nossas necessidades reais e naturais, mas afirma que ele tem pouca influência sobre a felicidade propriamente dita. A crença de que a felicidade pode ser comprada se converte em um vazio que nenhum bem material jamais vai preencher. (more…)

O Desassossego (Yo necesito amor)

yonecesitoamor

Em 2009, um amigo me emprestou a autobiografia do ator alemão Klaus Kinski, o livro se chama Yo Necesito Amor (não encontrei qual seria o título em português, é possível que nem tenha sido lançado no Brasil). Para quem não se lembra do ator, ele foi protagonista do clássico Nosferatu-O Vampiro da Noite, filme dirigido por  Werner Herzog, baseado na obra de Bram Stoker.

Yo Necesito Amor é sem dúvida uma das autobiografias mais interessantes que eu já li. Gostei tanto, que decidi transcrever as últimas páginas do livro para poder reler quando tivesse vontade.

Compartilho aqui um trecho com vocês: (more…)

O Desassossego (Ella)

the-insomnia-penguin-kazuya-akimoto  (The Insomnia Penguin- Kazuya Akimoto)

 

Mudei para a Espanha em janeiro de 2008, e durante os primeiros seis meses não conseguia dormir direito. As inúmeras noites de insônia fizeram com que eu ficasse ligeiramente mais paranoica do que já era. Foi então que me veio a idéia de escrever esse conto. No entanto, só consegui de fato passar a idéia para o papel alguns anos depois. Como o espanhol e o português escritos são bem parecidos, não cheguei a fazer uma versão traduzida. (more…)