O Desassossego e a Posteridade

fridakahlo (Moisés- Frida Kahlo)

Existe uma pequena, quase mínima porcentagem da população mundial, que se destaca nacionalmente, ou até mesmo internacionalmente por alguma habilidade específica ou projeto de sua autoria. Me deprime pensar que minha existência só é percebida pelos que me rodeiam, ou por aqueles que cruzaram meu caminho em algum momento da minha humilde e breve vida. Breve porque não serei inesquecível como essa diminuta porcentagem. Essas pessoas serão memoráveis para sempre, e assim se tornam imortais. Deixam seu legado para as futuras gerações, enquanto nós reles mortais seremos lembrados por um número consideravelmente menor de indivíduos, e com o tempo as lembranças também desaparecem. É só pensarmos em nossos tataravós…o que sabemos deles? Muito pouco, quase nada.

Muitas vezes penso que minha vida então é desprovida de sentido. Isso não significa que viver não vale a pena, esse não é o ponto. A verdade é que por mais feliz que você seja, não ser capaz de encontrar um propósito para sua existência te deprimirá de alguma maneira. Obviamente sei que isso é uma questão na vida de todo mundo, ou pelo menos da maioria.

Passamos a vida buscando respostas, e provavelmente morreremos sem entender nada, mas uma pessoa que contribui culturalmente para a humanidade por exemplo, dá um pouco de sentido à sua passagem pelo mundo. Me refiro à talentos de verdade, não àqueles que têm sucesso graças ao mal gosto e a ignorância alheia. Estou falando dos grandes filósofos, escritores, pintores, compositores, cientistas, matemáticos e etc. Um excelente escritor por exemplo, ao escrever um clássico, está contribuindo para a história da literatura e será estudado em várias partes do mundo. Ele vai inspirar milhões de jovens, colaborando assim para uma nova geração de grandes escritores, e desse modo sua vida terá uma finalidade e seu nome jamais será esquecido.

Vale esclarecer que minha intenção não é desvalorizar movimentos organizados pelo coletivo. Ao contrário. Os protestos de junho de 2013 no Brasil por exemplo, ficarão para a história do nosso país, e todos que apoiaram a causa e saíram às ruas tem sua importância, disso não tenho dúvidas. Tive a sorte de estar no Brasil nessa época, e na Espanha em 2011, e se nota que a emoção é generalizada. Os jovens que estão na rua sentem uma enorme satisfação por estarem lá e presenciarem um evento que será estudado por seus netos e bisnetos. Tal satisfação não vem somente do fato de estarmos lutando para a melhoria de algo que afetará de forma positiva os demais, mas também por termos naquele momento a sensação de encontrar o propósito que tanto procuramos para justificar nossa existência. É essa procura que leva muitas pessoas a saírem de suas zonas de conforto e se dedicarem a uma causa social ou ambiental.

Meu intuito aqui não é dizer que se seu nome não ficar para a história, sua vida é completamente absurda e aleatória. Eu acredito que ao fazer a nossa parte, respeitando o próximo e o meio ambiente, possibilitamos um futuro melhor para as próximas gerações, e isso não deixa de ter seu valor. Só estou expondo aqui um pensamento que não sai da minha cabeça ultimamente: ainda que a cada dia eu tente ser uma pessoa melhor, e que me dedique a minha família, meus amigos, e a uma causa que seja importante para mim, se eu não deixar um legado para a posteridade, passados alguns anos da minha morte, ainda que sejam cem anos, eventualmente serei completamente esquecida, e em um dado momento será como se eu nunca tivesse existido. Esse pensamento me resulta um tanto perturbador. Ainda bem que as tarefas mundanas tomam grande parte do meu tempo, e assim acabo esquecendo da minha insignificância perante a humanidade.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s